Domingo, 1 de Novembro de 2009

Semana de 31 de Outbro e 1 de Novembro - Pedro assiste ao casamento de Leonor e Afonso!

Ainda sem saber que o filho acordou, Artur prepara-se para dormir e gaba-se a Conceição do sucesso do negócio da venda de roupas, frisando que os lucros serviram para Vasco tomar a oficina de trespasse ao antigo patrão. Conceição acusa o marido de se ter transformado num homem sem coração.

Quando Pedro percebe que esteve cinco anos em coma só pensa em sair da clínica mas Tiago avisa que isso só vai acontecer quando estiver completamente recuperado. Pedro começa a fazer perguntas e entristece-se por saber que só a mãe, Conceição, o visitou enquanto esteve a lutar pela vida.

Tomás pressiona Leonor para que marque o casamento com Afonso mas a filha recorda ainda com nostalgia o filho que lhe foi roubado, a ultima ligação que tinha a Pedro. 

 

Conceição e Artur recebem a notícia que o filho está vivo e depois de mais uma discussão, acabam por fazer as pazes. O reencontro com Pedro é emocionado e feliz, mas também difícil pois ele insiste em falar com Leonor. Depressa se desilude, porque o telemóvel da namorada já não está activo. Leonor atende uma chamada mas é de Afonso. Este anuncia aos pais que vai casar dentro de duas semanas e Emília entra em pânico por ter tão pouco tempo para organizar uma grande festa. Guilherme, por seu lado, só pensa em dinheiro e sugere que se venda a reportagem da boda a uma revista.

Contrariando as megalomanias dos futuros sogros, Leonor diz a Teresa que deseja uma cerimónia simples na capela da quinta.

No Real Café, Bento pendura fotografias suas dos tempos em que cantava, antes das cordas vocais terem ficado afectadas. Dina e Madalena incentivam-no a contratar artistas que animem o estabelecimento.

Bento e Dina vivem o drama de não terem ainda conseguido ter filhos.

No cabeleireiro, Luz esforça-se para humilhar Sofia e depois Carla, obrigando Rosa a repreendê-la. Entretanto entra no salão um homem que procura a oficina de Vasco para arranjar o carro. Quando recolhe a informação e sai, Rosa comenta que ali está mais um que vai ser enganado. Carla não gosta do que ouve mas o namorado acaba mesmo por vigarizar o cliente.

No Real Café , Horácio e José jogam entusiasmados às damas. Artur chega entretanto e, vaidoso, dá conta do sucesso dos seus negócios. Horácio diz-lhe que o filho devia seguir o exemplo de Artur, acusando Vasco de ser um aldrabão.

Emília está contrariada por não ter tempo para organizar como queria o casamento de Afonso. Longe dessas preocupações está Guilherme que deu mais uma das suas escapadelas para estar com Rosa e comer na casa da amante um bife como só ela sabe fazer. Luz, mais uma vez, trata o pai com desprezo.

Horácio vai assistir ao ensaio de dança de Carla e Joel e na primeira oportunidade faz questão de dizer à neta que não gosta nada de a ver a entregar o coração a Vasco e que preferia que ela se interessasse por Joel.

Conceição, cansada das gabarolices de Artur, chama-lhe mentiroso e critica-o por não arranjar uns minutos para visitar Pedro. Vasco entra de repente e os pais são obrigados a esconder o verdadeiro motivo da discussão.

Barbara, confirma que vai estar presente no casamento de Leonor, mas a notícia depressa perde importância. O detective privado que foi contratado para descobrir o pequeno Pedro diz que não tem qualquer pista que possa indicar o paradeiro da criança. Leonor fica descorçoada e decide continuar a investigação. Tomás, hipócrita, finge apoiar a filha.

Pedro inicia os exercícios de mobilidade com a ajuda de Tiago enquanto Tomás se esforça por convencer Leonor que o casamento com Afonso é o melhor para ela. Leonor diz claramente que ainda não esqueceu Pedro e tão pouco ama Afonso.

Tomás penaliza-se pelos erros que cometeu no passado e Leonor diz-lhe que já lhe perdoou, pedindo ao pai que a respeite daqui para a frente.

Tomás conversa a sós com Afonso e diz-lhe que deve convencer Leonor a viverem com ele depois do casamento.

Emília e Guilherme lamentam-se por não terem dinheiro para se vestirem para o casamento do filho.

Pedro melhora a olhos vistos e o seu esforço de recuperação é observado por outro doente. Gonçalo foi atirado para uma cadeira de rodas e também está a ser tratado na mesma clínica.
Elogia a determinação de Pedro e oferece-lhe trabalho no atelier de arquitectura que dirige.
 
Pedro deixa escapar a Tiago que para o dia ser perfeito só falta Leonor. Quando percebe a inconfidência esforça-se por disfarçar.

Sofia sonha no seu quarto com as viagens que gostava de fazer. Atrasa-se para o jantar e é criticada pelo irmão Vasco. A discussão leva Conceição a dar um murro na mesa para repor a ordem, sentindo-se mal de seguida. Artur, responde à estranheza dos filhos dizendo que Conceição está demasiado cansada.

Leonor parte infeliz para a quinta onde vai casar com Afonso. Tomás Bettencourt acompanha bem de perto a filha, certificando-se que se cumprem os planos que traçou.
 
Na véspera da saída de Pedro da clínica onde esteve internado, Conceição e Artur sentem-se vergados ao peso da mentira que sustentaram e não sabem como a ocultar. Para desespero de Conceição, Artur chega a sugerir que se oculte que Leonor está de casamento marcado com Afonso.

Francisco não concorda com Tomás, que pretende atribuir novas responsabilidades a Afonso na direcção do banco. Francisco argumenta que Afonso é ainda muito novo mas Tomás está demasiado feliz com o casamento de Leonor para não promover de novo o futuro genro.

Teresa e Bárbara orientam os preparativos do casamento, enquanto Leonor se refugia na capela da quinta rezando pelo reaparecimento do filho apertando na mão o anel que Pedro lhe havia dado, ainda na Suíça.

Tomás entra na capela e Leonor acaba por confrontá-lo com o suicídio da mãe. O pai foge à questão e diz a Leonor que o dia é de celebração e não de recordações tristes.

Conceição e Artur são obrigados a contar a Pedro toda a verdade sobre a mentira que sustentaram, simulando a morte do filho enquanto ele esteve em coma. Pedro não se conforma, sobretudo com o facto de perder Leonor e o filho de ambos.

 Artur é obrigado a denunciar os planos diabólicos de Tomás e Conceição não consegue esconder que Leonor vai casar na quinta da família Bettencourt.

Pedro viaja para Aveiro de comboio sem tempo nem dinheiro para comprar o bilhete, e escapa ao revisor com a ajuda de um jovem que o esconde na casa de banho da composição.

Leonor, já maquilhada, diz a Barbara e Teresa que não está segura do passo que vai dar, admitindo não casar como que se pressentisse que algo pode sustentar essa decisão de última hora.

Emília desespera com a demora da futura nora, com medo que se perca a luz para as fotografias da boda. Guilherme, está igualmente ansioso e Afonso sem paciência para aguentar as opiniões caprichosas da mãe. Emília acaba por confrontar-se com Teresa que não lhe dá qualquer justificação para o atraso da noiva.

Tomás conduz a filha ao altar, enquanto Pedro finta os seguranças e consegue chegar à capela. No momento que Leonor dá o sim a Afonso vira-se para trás e vê Pedro. Trocam olhares incrédulos com a situação que estão a viver e Pedro sai com os olhos marejados de lágrimas.

No baile do copo de água, Afonso promete fazer Leonor feliz mas nota um distanciamento da mulher.

Nesse momento ela e Pedro, que de novo reaparece, trocam olhares, levando Leonor a dizer a Afonso que o casamento de ambos foi um erro. Afonso aperta Leonor e tenta amedrontá-la, acabando por levar uma estalada.

Os convidados ficam suspensos com a agressão mas Afonso consegue disfarçar. Leonor corre na direcção de Teresa e Barbara contando o que viu. As amigas não sabem o que pensar.

Tomás leva Leonor para dançar consigo, preocupado com o estalo que a filha deu ao marido.
Pedro é expulso da quinta por um segurança e sai sem fazer escândalo ainda confuso com tudo o que aconteceu e mergulhado em recordações que lhe causam grande tristeza.

 

 

FONTE: http://sic.sapo.pt/online/sites%20sic/perfeito-coracao

ツpublicado por sic às 18:26
ツlink do post | ツcomentar | ツadicionar aos favoritos
|
2 comentários:
De LUCIANAABREU.ORG a 2 de Novembro de 2009 às 00:57
AMO, esta novela é perfeita, assina a peticao para passar aos dias de semana :) http://novelas-da-sic.blogs.sapo.pt/ beijinhoos
De verafael a 15 de Novembro de 2009 às 22:23
adoro esta novela é muito e baseada em alguns factos reais que vemos hoje em dia em nosso pais.adorava que desse durante a semana...

ツComentar post

ツPara bom funcionamento do xat :não pode haver ofensas a membros moderadores e donos.QUEM DESRESPEITAR SERÁ BANIDO!


Get your own Chat Box! Go Large!
 

 

 

 

 

 

CONTADOR DE VISITAS:
xanga traffic
Dating Service
USUÁRIOS ONLINE: online

Menu:

ツHistórias das Novelas

ツJogos das Novelas

ツMúsicas das Novelas

ツVideos das Novelas

ツDownloads das Novelas

ツOutros Blogs das Novelas

 e-mail
Contacto via e-mail


Qual a telenovela portuguesa da SIC que mais gostou?

View Results
Create a Blog Poll

Gadgets powered by Google

 

Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Laços de Sangue - Inês de...

Ganha o CD com a banda so...

Laços de Sangue - António...

Passatempo Lua Vermelha "...

Pepê Rapazote fala sobre ...

Laços de Sangue - O Elenc...

Laços de Sangue - Pão de ...

Promo "Laços de Sangue"!

LAÇOS DE SANGUE: Globo pe...

Já é conhecido o logotipo...

ツO Blog Visto no Mundo...free counters  

ツTradução deste Blog...  

ツRecomenda...